Marcos Ribeiro, o Infanticida



 "Olha, ele fica duro!
  Certo! Isso acontece de vez em quando.
  O pênis do papai fica duro também?
  Algumas vezes, e o papai acha muito gostoso. Os homens gostam quando o seu pênis fica duro."

***

"Já nesse momento o pênis está duro (ereto), bem maior do que é normalmente. E a vulva também fica um pouco molhadinha.
Eles ficam bem juntinhos, bem abraçados, e, então, o homem coloca o pênis dentro da vagina da mulher. A mulher gosta muito e o homem também. O homem movimenta o pênis para dentro e para fora da vagina várias vezes com a ajuda da mulher."




***


"As pessoas grandes dizem que isso vicia ou "tira a mão daí que isso é feio". Só sabem abrir a boca para proibir. Mas a verdade é que essa brincadeira não causa nenhum problema. Você só tem que tomar cuidado para não sujar ou machucar, porque é um lugar muito sensível.
Mas não esqueça: essa brincadeira, que dá uma cosquinha muito boa, não é para ser feita em qualquer lugar. É bom que você esteja num canto, sem ninguém por perto."

Eis, meus caros, o conteúdo do livro 'Mamãe, como eu nasci?', que visa transformar as crianças -de 7 a 10 anos- em pederastas, matando assim sua infância. Segundo o autor -Marcos Ribeiro- desta monstruosidade afirma aceticamente que "Sexo é assunto para escola; professor deve fornecer informações e promover debate".

Não colocarei aqui as imagens contidas no livro, que provocariam repulsa nos leitores. Me limito a comentar dois aspectos interessantes acerca sobre este livro, que não é mais que outra forma de doutrinação:

1º) O livro, que já está na sua terceira edição, está exposto nas livrarias entre as prateleiras de conteúdo infantil, dividindo lugar com 'Sítio do Pica-pau Amarelo', 'Chapelzinho Vermelho e o Lobo Mau', 'A Bela Adormecida' e outros livros infantis, como se não fosse um livro pornográfico, voltado para pedófilos.

2º) "As pessoas grandes... Só sabem abrir a boca para proibir..." Em outras palavras, os pais são malvados e os professores são os bonzinhos. Não escutem seus pais, pois eles só fazem oprimir vocês. 

É isso que o livro ensina às crianças, e é isso que se chama doutrinação.